Empresários defendem pólo de Ensino Superior para Pombal

Forum Pombal e Futuro EconomiaJosé Manuel Carrilho e Teresa Monteiro defendem a criação em Pombal de uma instituição de Ensino Superior que poderia passar por um pólo do Instituto Politécnico de Leiria. Os empresários falavam durante o Fórum Pombal e o Futuro promovido pela Concelhia local do Partido Socialista subordinado ao tema “Como crescer na crise?”

Para José Manuel Carrilho, a cidade “precisa de gente” pelo que a instalação de um pólo de Ensino Superior, que servisse toda a zona Norte do distrito de Leiria, pdoeria dar esse contributo e, dessa forma, “fazer movimentar a economia”. O empresário refere que “não seria necessário investir em instalações novas” mas aproveitando espaços disponíveis na cidade.

Uma proposta corroborada pela directora-geral da Umbelino, SA., empresa de fabrico de telhas cerâmicas instalada na freguesia de Meirinhas. Teresa Monteiro referiu-se à dificuldade sentida no recrutamento de técnicos qualificados, pelo que “um pólo de Ensino Superior teria uma grande relevância para Pombal”.

Por outro lado, “se nunca houve necessidade para captar novos investimentos para o concelho” hoje “a realidade é diferente”, considera o empresário, defedendo, para tal, que “é preciso vender Pombal”.

Também Teresa Monteiro considerou que “é preciso encontrar novas formas de atrair pessoas ou empresas para o concelho”.

José Manuel Carrilho, cujo nome chegou a ser apontado como candidato socialista à presidência da Câmara Municipal de Pombal, deu o exemplo de vários sectores empresariais que poderiam aproveitar as potencialidades do concelho, como a floresta, turismo e agricultura. No seu entender, Pombal “reúne condições para acolher investimentos na área da resina”, um sector que nas décadas de 60 e 70 marcavam o desenvolvimento económico do concelho.

Outro dos sectores económicos destacados por Carrilho refere-se à agricultura, apesar da dificuldade verificada pelos produtores em escoar os seus produtos. Daí que a solução passaria pela Cooperativa Agrícola ou até de uma sociedade de agrupamento de produtores, refere.

José Manuel Carrilho realçou, ainda, a necessidade de ser revitalizada a zona histórica da cidade, dando como exemplo a instalação de mercados tradicionais temáticos que serviriam de “âncora” para outros negócios. A ideia, disse, passaria por criar um “centro comercial a céu aberto” em toda aquela área da cidade.

No entanto, o empresário sublinhou a importância da realização de um “fórum de ideias” que reunisse várias personalidades ligadas a várias áreas para que apresentem à população as suas propostas para o futuro do concelho. “As pessoas vivem angustiadas e temos de lhes dar uma palavra de esperança”, frisa.

Aquele Fórum Pombal e o Futuro contou ainda com a intervenção de Vasco Silva, Técnico Oficial de Contas, que também ele defendeu a implementação de “estratégias que permitam a criação de novos negócios” para o território, aproveitando as suas “potencialidades.”

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: