Autarca de Pombal acusa ex-ministro Ministro Relvas de gestão ruinosa

Narciso Mota 2O presidente da Câmara Municipal de Pombal, Narciso Mota, critica a “gestão ruinosa” do ex-ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, designadamente quanto à reorganização administrativa do território que levou à fusão de quatro freguesias do concelho.

Na última reunião do executivo, realizada quinta-feira à tarde, o autarca social-democrata considerou que Miguel Relvas “deveria ser responsabilizado” por não ter ouvido a Associação Nacional de Freguesias e a Associação Nacional de Municípios Portugueses. “Impôs regras de gestão de termos de ordenamento e agregação de freguesia, o que é uma gestão ruinosa”, disse.

Criticou, ainda, a “gestão contraproducente” de Miguel Relvas, dando como exemplo o gasto de “1,5 milhões de euros em consultoria nos processos relativos à RTP ou à agência Lusa”.

Narciso Mota não acredita que as providências cautelares entregues no Supremo Tribunal Administrativo pelas quatro freguesias extintas no concelho – Albergaria dos Doze, São Simão de Litém, Ilha e Mata Mourisca – surta efeitos. Contudo, espera que “possa haver um volte-face” na decisão de criação de novas freguesias com a entrada de novos governantes.

O autarca apontou o dedo, também, ao ex-secretário de Estado da Administração Local e da Reforma Administrativa, Paulo Júlio, referindo que “não teve a humildade de vir ao terreno, ouvir as juntas de freguesias”.

Considerando a agregação de freguesias “não traz vantagem económica nenhuma” e que quem for eleito presidente das novas juntas de freguesia “ficará a ganhar mais do que os actuais três”, Narciso Mota deixou um aviso: “o povo tem muita força e vai dar o cartão vermelho a quem o deve dar”.

Recorde-se que no dia 16 de Abril as quatro freguesias do concelho de Pombal agregadas por decisão da Assembleia da República entregaram no Supremo Tribunal Administrativo, em Lisboa, uma Providência Cautelar de Suspensão de Eficácia do Acto Administrativo de Criação da “União das freguesias de Santiago de Litém, São Simão de Litém e Albergaria dos Doze” e da “União das freguesias da Guia, Ilha e Mata Mourisca”.

Aquela iniciativa surge depois de ter sido aprovado, em respectivas assembleias de freguesias extraordinárias realizadas após ser conhecida a proposta da Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território, o recurso ao tribunal.

Já antes, as mesmas assembleias de freguesia tinham sido desfavoráveis a qualquer agregação, tendo a Assembleia Municipal de Pombal ter reforçado aquelas posições.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

One Response to Autarca de Pombal acusa ex-ministro Ministro Relvas de gestão ruinosa

  1. Amílcar dos Santos says:

    O sr.Presidente da C.M.P. não terá mais ministros para criticar? è que acabo de ouvir um alto “funcionário” da Comissão europeia a criticar o nosso ministro das finanças pela austeridade imposta. Este ministro assemelha-se ao ditador salazar.
    Mico

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: