Mota Carvalho defende uma maior divulgação da programação cultural

forum PS desporto e culturaCarlos Mota Carvalho, dirigente associativo, defende uma programa cultural para todo o concelho de Pombal, considerando que “hoje há uma cultura para a cidade e outra para as freguesias”. Ao intervir no Fórum Pombal e o Futuro, o presidente do Centro Recreativo, Folclórico e Artístico de Antões, disse que “se houvesse uma dinamização diferente a nível cultural as pessoas aderiam mais”.

Mota Carvalho, que preside também ao Grupo Desportivo Guiense e ao Lions Club Marquês de Pombal, lamentou que a programação cultural dos eventos realizados na cidade “não chegue ao conhecimento dos pombalenses das freguesias, nem os eventos realizados nas freguesias chega aos pombalenses da cidade”.

Aquele conhecido dirigente associativo foi um dos oradores do Fórum Pombal e o Futuro promovido pela Concelhia de Pombal do Partido Socialista sobre “O futuro das políticas locais de cultura, desporto e associativismo”.

Dirigente desde os 17 anos de idade, Carlos Mota Carvalho enalteceu o papel desenvolvido pelas diversas colectividades do concelho de Pombal, tendo sublinhado, também, dois antigos vereadores da Cultura: Joaquim Guardado (PS) e Gentil Guedes (PSD). “Dois grandes vereadores da Cultura”, disse, adiantando que “é muito importante haver um vereador da Cultura dinâmico”, sem nunca se ter referido ao facto daquela pasta estar, actualmente, nas mãos do presidente da Câmara Municipal, o social-democrata Narciso Mota.

Por outro lado, aquele dirigente realçou o apoio financeiro concedido pela autarquia às várias colectividades do concelho, o qual, na sua opinião, “servem para incentivar os dirigentes associativos a fazerem grandes obras”. Contudo, “não podemos viver só de subsídios e há que trabalhar”, frisou.

Por sua vez, Ana Luísa Moderno, comunicadora cultural e conservadora de museus, traçou uma analogia sobre o “cultivo da cultura” tendo apontado alguns “bons exemplos” promovidos um pouco por todo o país na área do turismo.

A oradora, natural da freguesia da Ilha e actualmente a exercer funções no Museu da Comunidade Concelhia da Batalha, enalteceu o “potencial turístico” do concelho de Pombal, considerando que “tem mar, tem serra, tem castelo e uma gastronomia riquíssima”.

Outro dos oradores do Fórum Pombal e o Futuro, realizado sexta-feira à noite, foi Manuel Mendes Nunes, vice-presidente da Associação de Futebol de Leiria, que caracterizou o sector desportivo em Portugal, um “país caracterizado cada vez mais pelo sedentarismo”.

Manuel Nunes lamentou a falta de participação dos jovens no Desporto Escolar e o facto de, na sua opinião, “a escola não cativar os alunos para o desporto”.

Ao nível do concelho de Pombal, o vice-presidente da AFL sublinhou a sua “potência no futebol distrital” com uma “forte participação de clubes e de atletas federados”. Contudo, revelou algum cepticismo quanto ao futuro face ao acentuado envelhecimento da população.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: