Pinhal Litoral quer repensar modelo de promoção turística

seminario CIMPL turismoO presidente do conselho executivo da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Litoral, Narciso Mota, considerou ontem, terça-feira, que “é necessário repensar os modelos de promoção turística da região” para iniciar um “processo de conhecimento e de reconhecimento do território pelas suas ofertas integradas, diversificadas e de alta qualidade”.

Ao falar na sessão de abertura do seminário “Ganhar Escala – Parcerias e Estratégias Regionais de Turismo”, realizado em Pombal no âmbito da Rede Urbana para a Competitividade e a Inovação do Pinhal Litoral, o autarca enalteceu o “elevado potencial turístico” da região.

No entanto, considerou tratar-se de uma região “pouco desenvolvida no que diz respeito a rotas temáticas abrangentes aos vários municípios que a compõem”.

Para Narciso Mota, que é, também, presidente da Câmara de Pombal, “seria interessante” aproveitar “ao máximo os investimentos realizados pelos municípios em ciclovias, parques verdes, centros de interpretação e infra-estruturas desportivas”, abrindo-as a um “leque diversificado de turistas interessados em participar em provas integradas num percurso abrangente a todos os municípios da rede”.

“Em parceria com estabelecimentos de restauração e hotelaria poder-se-ia organizar provas de produtos locais, em diferentes etapas de provas desportivas” ou até criar “percursos pedestres em aldeias históricas ou em espaços em que se poderia ter um contacto mais directo com a natureza”, disse.

Para Narciso Mota “cada vez mais deveremos, enquanto autarcas e associações de municípios, abrir-nos a todas as possibilidades na área de turismo” com principal enfoque no “ecoturismo e no turismo cultural”.

“Penso que é possível organizarmos-nos e constituirmos na zona Centro uma oferta turística diferente, trabalhando em parceria, inovando no tipo de serviços que podemos e devemos potenciar”, realçou.

Por sua vez, o autarca da Batalha sublinhou a importância dos privados como “parceiros activos” no desenvolvimento turístico da região.

Para António Lucas, “o turismo é uma ferramenta que devemos utilizar bem” daí que, no seu entender, o território tem “âncoras de qualidade que é preciso saber vender bem”, dando o exemplo da criação de uma rota de museus.

Durante toda a manhã passaram pelo Teatro-Cine de Pombal diversos oradores para deixarem o testemunho dos projectos que desenvolveram em várias zona do país, com principal incidência nas Terras Altas do Homem, Cávado e Ave (Minho) e Porto e Norte.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

One Response to Pinhal Litoral quer repensar modelo de promoção turística

  1. João Forte says:

    Eu só gostava era de saber o que é que este autarca andou a fazer nas últimas duas décadas. Porque é que apenas a escassos meses de finalizar o seu “reinado” é que vem com este discurso de conveniência? E desde quando é que a região alguma vez teve uma estratégia comum de promoção turística? Temos muito e variado património, temos massa crítica, temos gente inovadora e com potencial, mas parece que apenas agora é que Narciso Mota descobriu este singelo facto. Este seu discurso contradiz toda a sua acção política das últimas duas décadas. Coerência incoerente…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: