Leitão Amaro realça importância da cooperação intermunicipal

exposicoO secretário de Estado da Administração Local realçou, ontem em Ansião, a cooperação intermunicipal como a “melhor forma de impulsionar o crescimento económico no interior do país”. António Leitão Amaro, presidiu à inauguração da Exposicó, onde foram homenageados os autarcas que, há 25 anos, fundaram a então associação de municípios da Sicó.

Considerando que “todos os municípios são pequenos, só por si, para alavancar uma região”, o governante afirmou que “a chave de sucesso para combater a coesão territorial é a geração de valores locais”. Quanto ao intermunicipalismo, Leitão Amaro referiu que “é uma ideia que o Governo não deixará cair” até porque “o caminho do intermunicipalismo é fundamental”.

Na opinião do secretário de Estado, a administração central “tem de olhar para as autarquias e dar-lhes os meios adequados para as suas funções” mas, para tal, “os autarcas têm de ser os primeiros a reconhecer a importância da cooperação”. “Sejam criativos e dêem as mãos”, disse.

Antes, o presidente da Câmara de Ansião, Rui Rocha, referiu-se ao trabalho da Terras de Sicó – que agrega os municípios de Alvaiázere, Ansião, Condeixa-a-Nova, Penela, Pombal e Soure – como um “bom exemplo de associativismo territorial para a afirmação de um território”.

O autarca social-democrata pediu uma “exigente e rigorosa” nova Lei das Finanças Locais, pelo que aguarda “com grande expectativa” as propostas que os diferentes partidos políticos terão de apresentar brevemente.

Paulo Tito Morgado, autarca de Alvaiázere e presidente da Terras de Sicó enalteceu a “visão, ousadia, determinação e coragem” dos seis fundadores da então Adsicó, Pinto Simões (Alvaiázere), Júlio Marques (Ansião), Belmiro Moita (Condeixa-a-Nova), Fernando Antunes (Penela), Guilherme Santos (Pombal) e Firmino Ramalho (Soure). Estes receberam das mãos de Leitão Amaro uma medalha de homenagem pêlos 25 anos do certame, assim como todos os seus sucessores.

Quanto à Exposicó, o autarca refere que pretende “alavancar o desenvolvimento dos produtos de excelente qualidade” que aquele território tem.

Tito Morgado apelou a Leitão Amaro, como membro do Governo, para que “legislem de forma a não penalizar os pequenos produtores de queijo”. O edil referiu-se às exigências regulamentares às condições técnicas de produção que fez com que “mais de metade dos pequenos produtores de queijo tivesse desaparecido”.

“Durante muitos anos foram cometidas asneiras por incompetência daqueles que legislaram mal”, disse Tito Morgado, acreditando que “não foram cometidas por maldade, mas sim por desconhecimento”.

Durante todo o dia de ontem, Ansião recebeu todos aqueles que visitaram a Exposicó que reuniu dezenas de expositores de produtos endógenos como o Queijo Rabaçal, vinhos, azeite, mel, frutos secos e cerâmica artística. A animação esteve a cargo, como tem sido tradição, de seis ranchos folclóricos, representantes de cada um dos municípios da Terras de Sicó.

 

 

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

One Response to Leitão Amaro realça importância da cooperação intermunicipal

  1. João Forte says:

    Estes autarcas e secretários de estado são mestres em dizer o óbvio, aquilo que muitos já sabem há anos e anos. O problema é que, na prática, não fazem muito daquilo que apregoam…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: