“A Demanda” vence quatro prémios em festival internacional de teatro

premios TAPA peça “A Demanda”, produzida pelo Teatro Amador de Pombal, venceu quatro prémios na sétima edição do CALE-se – Festival Internacional de Teatro, único festival de carácter competitivo a nível nacional, organizado pela Associação Cultural de Actores – Cale Estúdio Teatro – em parceria com a Câmara de Vila Nova de Gaia e a freguesia de Canidelo.

O júri, constituído por Salvador Santos (administrador do Teatro Nacional de S. João), Filomena Gigante (actriz) e Cândido Xavier (director do CALE-se) deliberou atribuir o prémio “Melhor Espectáculo” ao Teatro Amador de Pombal, que levou ao festival a sua produção “A Demanda”. Foram, ainda, atribuídos o prémio “Melhor Encenação” a Rui M. Silva, o prémio “Melhor Interpretação Masculina” ao actor Luís Catarro, e o prémio “Melhor Cenografia” a José Silva.

Os prémios CALE visam distinguir as melhores prestações entre os espectáculos a concurso, segundo a avaliação do júri. Aquelas distinções são reconhecimentos de mérito, simbolizados num troféu original concebido para o efeito.

Estreada em Janeiro do ano passado, e com encenação de Rui M. Silva e cenografia de José Silva, o espectáculo “A Demanda”, a partir do romance “A Demanda de D. Fuas Bragatela” de Paulo Moreiras, conta no elenco com as actuações de Bruno Cardoso, Catarina Ribeiro, Humberto Pinto, Inês Falcão, Luís Catarro e Rita Leitão.

“A Demanda” é um espectáculo que cativa o espectador do início ao fim, numa sucessão de peripécias e aventuras que ultrapassam a sua imaginação. Fuas Bragatela nada mais é que o filho de um mestre alfaiate de Trancoso que escolhe para si buscar “venturas e fortunas”. Percorrendo mundos e fundos na busca de uma vida melhor — denominador comum tanto a esta personagem do século XIV como do espectador do século XXI — ele irá cruzar-se com os mais diferentes personagens, viver contrariedades e sortes, aprender a vida vivendo-a. E graças a Fuas, todos nós poderemos sorrir, rir e (re)descobrir a emoção de vermos em palco alguém que comunica com a essência de nós mesmos.

Depois de várias actuações em diversos pontos do país, e que deve rondar os mais de quatro mil espectadores, a peça subirá ao palco no próximo sábado, 11 de Maio, pelas 21:45 horas, na Associação Recreativa e Cultural de Alvarim (Tondela) no âmbito da 15ª FESTA – Festival Teatro Amador de Alvarim, numa organização daquela associação recreativa e do Teatro Experimental Intervenção de Alvarim.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: