“Não há falta de dinheiro para boas ideias de negócios”

Dia Inovação CIMPINO presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Pedro Saraiva, garantiu no sábado que “não há falta de dinheiro para boas ideias de negócios em Portugal” tendo desafiado os potenciais empreendedores a desinibir-se “e a bater às portas das instituições”.

Pedro Saraiva, que falava no Dia da Inovação e do Empreendedorismo do Pinhal Interior Norte que decorreu no Centro de Negócios de Ansião, enalteceu a importância do programa Valorizar no apoio a microempresas em territórios de baixa densidade e que dispõe de uma verba a rondar os 7,5 milhões de euros. “Pelo que as boas iniciativas não deixarão de ser aprovadas”, disse.

Para o presidente da CCDRC, “hoje em dia não faltam ferramentas, incentivos e estímulos para ideias” acrescentando que “os desafios estão aí disponíveis para quem os quiser abraçar”, no entanto, na sua opinião, é necessária “atitude positiva e ambição”.

Antes, o presidente do conselho executivo da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior (CIMPIN), João Marques, informou que aquele território, constituído por 14 municípios, já possui 36 projectos de investimento a ser acompanhados, num total de cerca de 360 mil euros. Por outro lado, “estão identificados 203 potenciais empreendedores”, garantiu o autarca de Pedrógão Grande.

Com aquela iniciativa, a CIMPIN pretendeu apoiar os empreendedores do Pinhal Interior Norte na concepção e concretização de ideias de negócio, tendo debatido os programas de apoio e incentivo ao empreendedorismo, apresentado o projecto de dinamização territorial “Novos Povoadores” e de projectos de inovação em desenvolvimento no território, tendo alguns deles estado presente numa pequena mostra.

Uma exposição que deixou Pedro Saraiva “fascinado” tendo afirmado tratar-se de “magníficos investimentos”.

Na qualidade de anfitrião, o vice-presidente da Câmara Municipal de Ansião, Fernando Inácio Medeiros, referiu-se àquele concelho como “uma das portas de entrada do Pinhal Interior Norte” e com uma “ânsia muito grande em acompanhar as dinâmicas do território”.

Por outro lado, Inácio Medeiros referiu-se ao local escolhido para o evento – Parque Empresarial do Camporês – como um “bom exemplo de empreendedorismo municipal” onde estão localizadas “40 empresas com cerca de 600 postos de trabalho”. Por outro lado, referiu-se aos 13 empreendedores que “se motivaram e foram incentivados a criar os eus próprios empregos e negócios” no âmbito da rede regional de empreendedorismo.

Entre outros oradores, participaram naquele evento Francisco Pegado, do IAPMEI, Fernanda Dias, do IEFP, e Pedro Barbosa, do Banco Espírito Santos, que apresentaram à plateia os diversos programas de apoio e incentivo ao empreendedorismo. Tendo a representante do IEFP afirmado que “há medidas poderosas” para apoiar ideias de negócio, dando o exemplo do programa Impulso Jovem. “São excelentes alavancas, nomeadamente para os jovens” que “são a nossa principal prioridade”, disse Fernanda Dias.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: