Obras de regeneração revelam antiga necrópole pondo a nú 13 esqueletos humanos

esqueleto CardalAs obras de regeneração urbana no centro da cidade de Pombal, frente à Igreja Senhora do Cardal e do edifício dos Paços do Concelho, revelaram indícios da presença de uma necrópole, tendo sido exumados 13 esqueletos humanos. A Câmara Municipal garante que todos os trabalhos foram acompanhados por técnicos especializados e cumpridas as determinações da Direcção-Geral do Património Cultural.

A existência daquela necrópole não é novidade para a autarquia, uma vez que já tinha sido referenciada em 1993, aquando da realização de obras de requalificação daquela mesma área. No entanto, só agora, e, essencialmente devido à necessidade de uma maior perfuração do solo foi possível identificar “sepulturas preservadas de onde foram exumadas 13 inumações primárias”, revela o arqueólogo Rudolfo Manaia Ferreira, que acompanhou, de forma permanente todos os trabalhos, com a intervenção da antropóloga Cláudia Santos.

Segundo aqueles técnicos, que na passada sexta-feira participaram numa conferência de imprensa promovida pela Câmara Municipal para divulgar aqueles achados, “os enterramentos representam indivíduos adultos e não adultos”, não tendo sido identificada uma “divisão espacial por idade na área escavada da necrópole”. Ou seja, de acordo com a informação recolhida durante o trabalho de campo “não havia uma área específica para inumação de adultos e outra para inumação de não adultos”, revelam aqueles especialistas.

De acordo com Rudolfo Manaia e Cláudia Santos, “havia sepulturas individualizadas (um único indivíduo inumado) mas também se identificou um caso em que seis indivíduos (adultos e não adultos) foram inumados na mesma sepultura”. “Nesta situação as inumações não foram simultâneas, porque havia sedimento entre elas e houve remobilização de ossos das inumações mais antigas para permitir as mais recentes”, referem, adiantando que “além disso, demonstra que houve reutilização da mesma sepultura num período cronológico aparentemente prolongado.”

Aqueles técnicos verificaram, também, que “as inumações foram realizadas directamente no solo e outras em caixão de madeira” tendo sido detectado algum “espólio funerário” como medalhas, moedas e contas de rosário, a maioria bem preservado”.

Por outro lado, “a deposição dos indivíduos segue o ritual canónico cristão (decúbito dorsal, orientação Oeste – Este, pernas estendidas e braços cruzados no peito), embora a orientação do corpo tenha variado nalguns casos de forma a permitir uma optimização e organização do espaço funerário”. “De um modo geral, os ossos encontram-se em mau estado de conservação, especialmente as inumações primárias (esqueletos em conexão anatómica), devido à acção das inúmeras raízes de plantas e árvores que os perfuraram e danificaram”, referem.

No total de oito esqueletos adultos, três são do sexo feminino, dois são do sexo masculino e nos restantes não foi possível avançar com um diagnóstico para o sexo por se encontrarem muito incompletos. Nos cinco esqueletos não adultos a idade à morte estimada situa-se entre recém-nascido e jovem/adolescente (menos de 18 anos).

Os técnicos não detectaram lesões ósseas evidentes, mas a nível oral um indivíduo adulto apresenta cáries severas.

A autarquia refere que “todos os resultados se revestem ainda de um caracter muito preliminar dado que os trabalhos arqueológicos se encontram ainda em curso em diferentes áreas e que a sua caracterização e estudo se encontra em progresso”.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: