Avelar presta homenagem a trabalhadores do sector textil

monum trab textis AvelarAvelar aproveitou as comemorações do 18º aniversário de reelevação da Vila para prestar homenagem aos trabalhadores têxteis, que durante anos contribuíram para a pujança daquela freguesia do concelho de Ansião.

O monumento foi inaugurado no sábado à tarde ao som da Sociedade Filarmónica Avelarense pelos presidentes da Junta de Freguesia, Alfredo Moreira, e da Câmara Municipal, Rui Rocha, na companhia do seu mentor, António Cavaca.

Enquanto Alfredo Moreira considerou tratar-se de uma homenagem “devida” aos trabalhadores daquela que foi a “actividade padrão” daquela freguesia, Rui Rocha, sublinhou o papel que aqueles operários tiveram no desenvolvimento de Avelar.

Um reconhecimento que, na opinião do presidente da Câmara de Ansião, surge “no momento certo para recordar todos aqueles que muito deram a Avelar”. Rui Rocha, sublinhou, também, a importância dos respectivos empresários que “durante muitos anos contribuíram para criar riqueza e dar rendimento às pessoas”.

Antes, Adelino Ribeiro Cristóvão, antigo encarregado fabril, fez uma resenha daquilo que era a indústria têxtil em Avelar, que registava a mesma “pujança” que em outros concelhos do país, como era o caso de Covilhã, Castanheira de Pera e Oliveira de Azeméis, entre outros.

Adelino Ribeiro recordou o momento em que, no ano de 1979, chegou a Avelar. “Era deveras impressionante o dinamismo da indústria têxtil em Avelar”, frisou, adiantando que “foi uma potência a nível nacional e até internacional”.

Para aquele antigo operário fabril, “os achadiços tiveram uma quota-parte no desenvolvimento de Avelar” que “era uma freguesia com vida e que fazia inveja”.

Uma opinião corroborada por Virgílio Nunes, um historiador e investigador da industria têxtil naquela freguesia do concelho de Ansião. “Avelar era um pólo que agregava dezenas e dezenas de manufacturas dos lanifícios”, disse, acrescentando que “todo a freguesia era comandada pelas suas fábricas”.

Hoje, o panorama daquele sector industrial é diferente, estando em curso um projecto de requalificação das últimas unidades existentes com vista a manter os cerca de 200 postos de trabalho resistentes.

 

 

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: