Investigadora homenageia GPS com baptismo de insecto

gps_duecaA investigadora Sofia Reboleira homenageou recentemente o Grupo Protecção Sicó (GPS), sedeado em Pombal, ao atribuir o nome científico Roncocreagris gepesi a um dos novos exemplares da fauna cavernícola descobertos no maciço Sicó-Alviázere.

A distinção daquela bióloga da Universidade de Aveiro e espeleóloga do Núcleo de Espeleologia da mesma instituição de ensino, surge num momento em que o GPS assinala 16 anos de existência.

Sofia Reboleira refere que aquela espécie de insecto subterrâneo, colhida no Algarinho, uma das cavidades do sistema Dueça, é dedicada ao grupo devido à “sua contribuição para o conhecimento e protecção de cavernas da região de Sicó” e como forma de “reconhecimento aos seus membros pelo esforço e apoio durante o trabalho de campo”.

Para a direcção do GPS, os 16 anos traduzem-se no “esforço e dedicação dos sócios aos maciços calcários nacionais, e em particular ao maciço Sicó-Alvaiázere”. Também “dedicados à espeleologia (inventário, exploração e topografia de grutas, inventários de fauna cavernícola, formação de novos espeleólogos, divulgação ao público em geral), ao património natural e cultural (inventário, protecção e limpeza, denúncias de atentados, acções de formação), de participação em discussões públicas (planos directores municipais, planos de pormenor, estudos de impacte ambiental, etc.), participação em congressos nacionais e internacionais, em órgãos sociais de federações nacionais (Federação Portuguesa de Espeleologia, Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada)”

Quanto ao futuro, o GPS prevê “continuar a fomentar a prática da espeleologia e dos vários desportos na natureza, com respeito pelo meio ambiente” bem como “as acções de sensibilização ambiental junto da população e das entidades públicas e privadas”.

“Obter o estatuto de utilidade pública, e conseguir a sede de campo para apoio das actividades no maciço Sicó-Alvaiázere”, são outros dos objectivos do Grupo Protecção Sicó.

O GPS nasceu em Janeiro de 1997 quando uma dezena de espeleólogos juntaram-se com o intuito de forma uma nova associação de espeleologia em Pombal. O que se viria a concretizar em 1 de Agosto desse mesmo ano.

Assumindo-se como uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA), o Grupo Protecção de Sicó tem como missão a exploração, estudo, protecção e preservação das cavidades e do ambiente do maciço calcário Sicó-Alvaiázere, bem como outras actividades de ar livre.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

One Response to Investigadora homenageia GPS com baptismo de insecto

  1. Dina Mendes says:

    Parabéns pelo vosso trabalho, resistência, dedicação.
    Votos para continuarem por longos anos o vosso trabalho (é pena que não seja mais divulgado).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: