“É na escola que se alicerçam as esperanças de uma comunidade”

inaug unid hoteleira BarqueiroO presidente da Câmara de Alvaiázere afirmou ontem que “é na escola que se alicerçam as esperanças de uma comunidade”. Paulo Tito Morgado inaugurou, na localidade do Barqueiro, a primeira das 11 mini unidades de alojamento que a autarquia está a implementar em antigas escolas primárias desactivadas.

O autarca social-democrata considera que naquelas “escolas de outrora, numa clara atitude de renúncia à perda de identidade e de valor, lançamos a semente da esperança na capacidade de gerar riqueza e bem-estar para as comunidades locais”.

Representando um investimento a rondar os 250 mil euros, comparticipados em 85 por cento pelo programa Mais Centro, aquela nova unidade de alojamento, dotadas de dois apartamentos de tipologia T2 preparados para receber 12 pessoas, insere-se no projecto “Alvaiázere – Património Gerador de Riqueza”.

Perante a “enorme lacuna em matéria de oferta de alojamento turístico em espaço rural”, o executivo municipal entendeu estarem reunidas as condições para “resolver vários problemas de uma assentada só”. Ou seja, “recuperar as escolas, mantendo a sua traça original e não as deixando cair, nem alienando património”, reconvertendo-as, atribuindo-lhes uma nova função, a de alojamento turístico local. E, assim, “incrementar o turismo rural e contribuir para o fomento da economia local”, considera.

Para o efeito, Tito Morgado lançou o desafio a onze arquitectos, todos eles residentes ou com origens em Alvaiázere, para que cada um desenvolvesse um projecto para cada uma das escolas seleccionadas para aquela fase inicial. “Foi requisito essencial, a manutenção da traça original de cada um dos edifícios, para que os mesmos constituam no futuro, memórias vivas das vivências de outrora”, refere o autarca.

Outros dos objectivos que tiveram de ser garantidos prenderam-se com os “elevados níveis de conforto, elevados padrões de segurança, elevados níveis de aproveitamento e eficiência energética, absoluto respeito pelo ambiente e pelo património”, frisa.

Tito Morgado está convicto que, com aquela iniciativa, o município irá “captar um turismo de gama superior, com capacidade económica, que se enquadra nos segmentos do ecoturismo, do turismo de natureza e do turismo de bem-estar, aproveitando a existência dos centros de interpretação do património cultural, natural e edificado, que funcionam também em complementaridade com a rede de percursos pedestres já construídas e a construir”.

Daí que cada escola, tenha uma temática diferente, sendo a do Barqueiro a valorização dos recursos hídricos, enquanto elemento ambientalmente determinante para a sustentabilidade do território.

Para além da agora inaugurada unidade do Barqueiro, a primeira fase do projecto que apresenta um valor global superior a 790 mil euros, contempla as antigas escolas de Ariques, Venda do Preto e Bofinho. Unidades que deverão ser inaugurada a curto prazo.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: