José Guardado quer agricultura e florestas como “motor de crescimento local”

CDS PombalO candidato do CDS-PP à Câmara de Pombal quer ver o sector primário a ser o “motor de crescimento da economia local, com ênfase no sector florestal”. A agricultura e a floresta é o primeiro dos cinco “pilares-base” do programa de José Guardado, apresentado sábado à noite num jantar que juntou mais de duas centenas de apoiantes na freguesia da Ilha.

Perante a presença do dirigente nacional do partido, Adolfo Mesquita Nunes, a exercer as funções de secretário de Estado do Turismo, e que antes visitou diversos locais do concelho, o candidato socialista defendeu uma “estratégia agro-industrial” e um “Plano de Desenvolvimento Rural” para Pombal, a par de um “plano firme e rigoroso sobre o ordenamento florestal”, entre outras acções.

O segundo pilar centra as atenções nas áreas do turismo, desporto e lazer, com José Guardado a fazer uma aposta no turismo como “sector prioritário de desenvolvimento local”, propondo a elaboração de uma “carta de turismo municipal” a defesa da marca “Pombal” no sector turístico, incentivando “as empresas do concelho a vendê-la”.

Na área da educação e cultura, terceiro pilar-base do programa do CDS-PP, surge, entre outras, a proposta de criação de uma escola agrícola “que permita formar jovens qualificados neste sector em constante crescimento”.

Como quarto pilar surge a competitividade e crescimento económico, onde se inclui a criação de um “fundo de investimento municipal” em parceria com entidades bancárias e outras públicas “possibilitando alavancar a criação de micronegócios no concelho”.

Já no sector da saúde e acção social, a equipa liderada por José Guardado pretende “estar atentos” às famílias carenciadas e “prestar auxílio e protecção através de programas de voluntariado e de solidariedade para que tenham uma vida socialmente digna”.

Para José Guardado, tal como já tinha sido reforçado antes pelo presidente da Concelhia, Sidónio Santos, e pelo candidato à Assembleia Municipal, Henrique Falcão, o CDS-PP “regressou em forças às lides políticas locais, ausente que esteve, no todo ou em parte, durante os últimos 20 anos”.

“Nestes meses que nos trouxeram até aqui fomos vítimas de tudo” sobretudo “desprezo, menorização, achincalhamento, ameaças, vandalização de viaturas, aliciamentos, desistências”, disse, adiantando que “escudados nos valores do CDS-PP não desistimos e a tudo respondemos com uma palavra: trabalho”.

O partido concorre em Pombal a nove freguesias (com quatro mulheres como cabeças de lista) apresentando para a Câmara Municipal uma lista que inclui, para além de José Guardado, os nomes de Guida Oliveira (engenheira civil), Sidónio Santos (economista), Cândida Soares (assistente social e empresária), Domingos Francisco (responsável de logística industrial), Ângela Gameiro (ortoprotésica) e Francisco Ferreira (estudante).

 

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: