Transportadoras desafiadas em terem planos de segurança rodoviária

encontro ANTRAMO director-geral da Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP) defendeu, sábado em Pombal, a implementação de um Plano Empresarial de Segurança Rodoviária nas empresas transportadoras de mercadorias com vista à diminuição da sinistralidade com veículos pesados. Alain Areal foi um dos oradores do encontro promovido pela Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) para reflectir “sobre alguns dados referentes à prevenção rodoviária e à sinistralidade”.

Na opinião de Alain Areal, os acidentes rodoviários envolvendo o transporte pesado de mercadorias “não podem ser resolvidos apenas por medidas genéricas de segurança rodoviária” uma vez que “devido às suas características únicas precisam de medidas específicas”.

O director-geral da PRP entende que “para além dos benefícios para a segurança resultantes do desenvolvimento da legislação, da infra-estrutura e da tecnologia” é recomendável o desenvolvimento de uma “cultura empresarial de prevenção e segurança que integre a gestão do risco rodoviário nas organizações”.

Daí que Alain Areal considere os Planos Empresariais de Segurança Rodoviária como um “meio para atingir esse fim” e “devem visar a redução da sinistralidade, a melhoria contínua, a optimização de recursos e os benefícios partilhados”.

Na opinião daquele responsável a elaboração daqueles planos passam por quatro fases: diagnóstico dos riscos, acções sobre a organização, acções sobre comportamento dos condutores e a monitorização e acompanhamento das medidas correctivas.

Por outro lado, perante uma plateia constituída por algumas dezenas de empresários do sector dos transportes, Alain Areal defendeu, também, uma melhoria do sistema de ensino de condução em Portugal, designadamente através de um maior investimento e “reformulação das estruturas e conteúdos dos exames”.

Para além da participação de um representante da Autoridade Nacional para a Segurança Rodoviária, aquele encontro contou, também, com a presença de responsáveis da companhia de seguros Fidelidade.

O objectivo foi sensibilizar os transportadores para o impacto da sinistralidade na gestão empresarial, sobretudo no que diz respeito a aumento de custos e redução de produtividade, assim como para a própria imagem da empresa.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: