Jovens social-democratas querem orçamento participativo

Pedro BrilhanteA Juventude Social Democrata (JSD) de Pombal quer ver os cidadãos a participar activamente na “actividade pública e política do seu concelho” ao apresentar ao executivo camarário a implementação do Orçamento Participativo.

Pedro Brilhante, líder concelhio da JSD e membro da Assembleia Municipal, acredita “ser um importante passo e um ponto de viragem na participação activa dos pombalenses na vida do seu concelho e nas opções que este venha a tomar para futuro”. “Um avanço decisivo na participação cívica de todo o concelho, de toda a população e não apenas na juventude”, realça.

Lembrando que aquela iniciativa está “explanada no programa eleitoral com que a actual equipa do PSD em exercício de funções se apresentou a votos”, Pedro Brilhante refere que foi apresentado uma proposta de regulamento e de forma de funcionamento do Orçamento Participativo.

“Aquela que consideramos que maior impacto e benefícios traria para a nossa população, aquela que tem em conta as desigualdades territoriais existentes e que as nivela, aquela que tem como preocupação um forte envolvimento das freguesias em todo o processo e aquela que permita não apenas um voto electrónico (ao alcance apenas de alguns) mas que inclua também o voto em urna e presencial, alargando assim o potencial de participação a toda a população do nosso concelho”, refere.

Para o líder concelhio da JSD, trata-se de um regulamento “justo e equitativo, que potencie a participação e a discussão de novas ideias e o acesso de todos, a todas as suas etapas”. “Aquele que mais se adequa à nossa dimensão e à nossa necessidade enquanto concelho”, acrescenta.

No documento, a JSD “estuda e analisa os vários orçamentos participativos já existentes no nosso país e além-fronteiras”, refere Pedro Brilhante, sublinhando que “propõe-se o modelo de orçamento que acreditamos que, verdadeiramente, se apresenta como um importante aliado na aproximação, que se quer cada vez maior, entre a política e os seus cidadãos, neste caso os cidadãos pombalenses.”

Segundo aquela estrutura jovem partidária, o Orçamento Participativo “é um importante instrumento de democracia participativa, que permite aos cidadãos decidirem sobre uma parte do Orçamento do Município de Pombal, sendo um convite a todos os cidadãos a proporem e debaterem projectos estruturais locais.”

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: