Grupo GPS alega segredo de justiça para não esclarecer buscas da PJ

Antonio CalveteO grupo GPS confirma a realização de buscas pela Polícia Judiciária à sua sede, no Louriçal (Pombal) e “a algumas entidades a ele ligadas”, mas resguarda-se no segredo de justiça para não adiantar “qualquer informação adicional”.

A reacção do grupo empresarial presidido pelo ex-deputado socialista António Jorge Calvete foi divulgada através de um breve comunicado difundido ao início da tarde de hoje.

No documento, o grupo informa que “prestou e continuará a prestar total colaboração às entidades competentes”.

Entretanto a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa esclarece que a mega-operação da PJ insere-se no “no âmbito de um inquérito dirigido pela 9ª Secção do DIAP de Lisboa, com a investigação a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ” e que as “diligências de busca” decorrem em “sociedades, estabelecimentos de ensino e domicílios, todas em referência com grupo privado que beneficia de contratos de associação com o Ministério da Educação”.

“O conjunto de diligências, num total de 24, estende-se, geograficamente, por vários concelhos do país e envolve a participação de magistrados, inspectores e peritos financeiros e informáticos”, adianta.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: