Iber-Oleff cria “mini-fábrica” na ETAP para qualificar jovens na área dos moldes

inaug centro formacao ETAP e Iber-OleffMinistrar uma “formação alinhada com as reais necessidades da indústria” é o objectivo do Centro de Formação de Técnicos para a Indústria que a Escola Tecnológica Artística e Profissional de Pombal (ETAP) inaugurou, na quinta-feira. Uma parceria inovadora com a empresa Iber-Oleff, sedeada naquela cidade, permitirá promover o curso de Injecção e Transformação de Termoplásticos.

Para o efeito, a empresa equipou o espaço com máquinas que já não usa mas que “estão em perfeito estado de conservação” e a “funcionar plenamente”, como referiu Joaquim Menezes, presidente do conselho de administração do grupo Iberomoldes que detém a Iber-Oleff.

O empresário realça que “se a escola tivesse de investir estaria a falar-se de mais de 300 mil euros” naquela “mini-fábrica” de 200 metros quadrados e equipada com máquina de injecção, alimentador, ponte rolante, secador de ar, bancada de moldes, moldes, secador de matérias-primas, robot, controlador de temperatura do molde, controlador de temperatura da água, entre outros.

O indispensável para que os formandos “ganhem o gosto pelo posto de trabalho” e que lhes proporcionará “um conjunto múltiplo de saberes, que farão deles profissionais completos”, refere Joaquim Menezes.

O empresário sublinha uma relação já antiga entre o grupo Iberomoldes e o ensino profissional e que “é uma questão, quase, de missão”. “Permite-nos, de alguma forma, influenciar currículos actualizá-los, torna-los muito mais actuantes em relação aos profissionais que depois vamos ter”, disse.

Por sua vez, o director-geral da ETAP, que foi a primeira escola profissional a ser criada no país, enaltece o “carácter inovador” da parceria e que “pretende constituir um sinal da abertura e disponibilidade da escola para estar mais próxima do tecido empresarial da região” e em conjunto com os seus agentes “apresentar soluções de qualificação dos profissionais mais inovadoras e eficazes”.

Jorge Vieira Silva encara a abertura daquele centro de formação “não como uma meta alcançada, mas como um ponto de partida para uma formação mais rica para os nossos alunos e mais útil para as empresas”. “A nossa meta e compromisso serão contribuir, de facto, para a melhoria da competitividade das nossas empresas e do nosso país”.

Diogo Mateus, presidente da Câmara Municipal e membro da gerência da Pombal Prof, sociedade detentora da ETAP, aproveitou a ocasião para agradecer a disponibilidade da Iber-Oleff em permitir “que uma escola esteja à disposição de uma comunidade para fazer melhor” sendo reveladora da “grande confiança” que deposita na escola, trazendo-lhe uma “enorme responsabilidade” tendo em conta a “excelência” e a “exigência” do parceiro.

Para já aquele centro de formação será utilizado pelos cursos de Manutenção Industrial e Electromecânica, estando a ETAP a aguardar que a tutela homologue, para o próximo ano lectivo, a leccionação de um curso de injecção e transformação e termoplásticos, com a duração de três anos dotando os formandos com equivalência ao 12º ano de escolaridade.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: