Autarcas contra exploração de caulino no concelho

exploração mineralPombal está contra à exploração de caulino numa área superior a mil hectares, que abrange também o concelho vizinho de Soure.

Na reunião de Câmara de sexta-feira o assunto foi debatido por iniciativa da vereadora do PS, Marlene Matias, que considerou tratar-se de um “atentado ambiental”. “Temos obrigação de informar as pessoas”, disse a autarca chegando a afirmar que “comparativamente com o TGV [que na ocasião originou várias iniciativas contestatárias] não sei o que será mais preocupante”.

O presidente da autarquia revelou os pareceres desfavoráveis que, tanto o município como a Junta de Freguesia de Almagreira, enviaram à Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Diogo Mateus disse não ter razões para que a DGEG “não seja cumpridora dos compromissos” que assumiu numa reunião conjunta. “Houve o compromisso de sermos consultados no período após a apreciação das reclamações feitas em período de consulta pública e antes da decisão final”, disse.

Adelino Mendes, do PS, considerou que o problema “é complexo” e uma vez que abrange uma “vasta área do território do concelho” deveria o presidente da Câmara reunir com o ministro do Ambiente para suscitar uma “alteração legislativa” que “vincule os pareceres dos municípios”.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: