PSD Pombal quer escrever história do partido em livro

Tertulia PSD PombalA Concelhia do PSD de Pombal quer escrever a história do partido, estando a preparar a publicação de um livro, para além de prever um conjunto de tertúlias para evocar alguns dos seus nomes históricos, como é o caso do antigo primeiro-ministro, Carlos Alberto da Mota Pinto.

O anúncio foi feito pelo presidente concelhio dos social-democratas, Pedro Pimpão, durante uma tertúlia que pretendeu evocar Francisco de Sá Carneiro e que contou com a presença do secretário-geral do PSD nacional, Matos Rosa, e do ex-presidente da Assembleia da República, Mota Amaral.

Uma iniciativa integrada nas comemorações dos 40 anos de democracia, que coincidem com os 40 anos do partido, e onde foi destacada “a importância de Sá Carneiro na instauração do regime democrático” em Portugal. Para além de evocar o antigo primeiro-ministro, a tertúlia analisou a génese do PSD, tanto a nível nacional como a nível local, com Anézio Gonçalves, co-fundador da Concelhia e ex-autarca a recordar o processo de criação da Secção e da associação dos Amigos da Social Democracia de Pombal.

Mas não só Sá Carneiro mereceu destaque naquele encontro de militantes e simpatizantes “laranjas”. Para além de Diogo Mateus, há precisamente seis meses venceu as eleições para a presidência da Câmara Municipal de Pombal, Narciso Mota também foi o alvo das atenções, tendo ouvido fortes elogios pelos seus 20 anos à frente da autarquia.

Daí que, segundo Pedro Pimpão, a 9 de Maio será realizado um jantar de homenagem ao actual presidente da Assembleia Municipal, a realizar no centro municipal de exposições (Expocentro).

Na sua intervenção, o líder concelhio dos social-democratas sublinhou o percurso do partido em Pombal desde a sua implantação, reconhecendo que “houve um tempo que foi muito difícil fazer política” no concelho. Contudo, “nos últimos 20 anos temos ganho sempre e em todos os actos eleitorais”, referiu, adiantando que “hoje o partido está vivo”.

Fernando Costa, presidente da Distrital de Leiria, enalteceu, também, a dinâmica do PSD Pombal, afirmando que “o partido é grande em Pombal porque os mais novos respeitam os mais velhos”.

Por sua vez, José Matos Rosa, secretário-geral do PSD, evocou Sá Carneiro, considerando-o “um democrata, um visionário, um humanista, mas também um homem de Estado”. “Sá Carneiro foi um herói e ainda hoje é uma referência nacional”, afirmou.

Quanto ao PSD, Matos Rosa afirmou que “o partido não pode, em circunstância alguma, ser acusado é de conformismo”. “O PSD nunca se conformou, nunca abandonou uma causa”, disse, adiantando que “nunca passou pelo governo sem mudar aquilo que fosse necessário” concluindo que “o PSD sempre marcou a diferença”.

Também o ex-presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, sublinhou o papel do PSD no país. “Com o PSD, Portugal tem tido uma democracia a funcionar, uma democracia avançada”, disse.

Narciso Mota aproveitou o momento para transmitir o seu lamento de, após 34 anos da morte de Sá Carneiro, ainda não terem sido responsabilizados aqueles que considera ser os autores da tragédia. “Sempre tive a sensação que se tratou de uma sabotagem porque o avião caiu a pique”, afirmou.

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

One Response to PSD Pombal quer escrever história do partido em livro

  1. kumbelzezeze says:

    Esse livro a escrever ficará para a História mais negra deste século, neste País,pela obra deixada e pela péssima gestão da riqueza deste Povo, aos meus netos e bisnetos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: