Orquestra de Jazz da Figueira da Foz (en)cantou na estreia

Orquestra de JazzO Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz (CAE) foi palco na quarta-feira, dia 16 de Abril, da estreia da Orquestra de Jazz da Figueira da Foz, um projecto que conta com 18 músicos locais.

Com a presença do presidente da Câmara Municipal, João Ataíde, e do vereador da Cultura, António Tavares, foram cerca de três centenas as pessoas que assistiram, no jardim interior do CAE, à estreia da Orquestra, uma formação musical que nasceu há cerca de três meses.

“O objectivo passa por trabalhar em prol da música e da nossa cidade. Queremos desenvolver um trabalho de equipa, nomeadamente com as colectividades do nosso concelho”, disse Alexandra Curado, responsável pela Escola de Artes do CAE e mentora do projecto.

A também maestrina do Coro das Pequenas Vozes da Figueira da Foz sublinha que aquela orquestra “pretende cultivar a semente de algo que venha a unir e aproximar músicos e até maestros num encontro semanal onde se possa valorizar a prática da música em conjunto”.

Dirigida pelo maestro Adriano Franco, a Orquestra de Jazz conta actualmente com 18 músicos e três vozes – duas das quais femininas – mas, refere, “o objetivo é chegar aos 25 músicos”.

Uma das características passa pela diversidade de gerações que a integram, sendo que as idades variam entre os 13 e os 50 anos.

“Temos um músico que já não tocava há mais de 20 anos e com a Orquestra voltou à actividade musical”, destaca Adriano Franco.

Quanto ao concerto de apresentação – que contou com a interpretação de temas como “Telepatia”, “All of Me” ou “Rock Around the Clock” – o maestro faz um balanço “muito positivo”.

Destaca-se a participação especial no concerto de estreia da Orquestra do músico figueirense Rodrigo Ferreira Gomes, um jovem que conquistou, recentemente, o primeiro lugar no Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro “Terras de la Salette” (Oliveira de Azeméis).

Natural de Coimbra, Adriano Franco é professor no Conservatório de Música David de Sousa e integra, ainda, outras formações musicais entre elas a Orquestra Smooth.

“O que precisamos agora é de músicos com vontade de aprender e público para nos ouvir e ver”, frisa o responsável.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: