Rotary rastreia síndrome da respiração oral a 65 crianças de Abiul

rastreio Rotary crianças AbiulSessenta e cinco alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico de Abiul (Pombal) foram sujeitos a um rastreio da síndrome da respiração oral e oftalmológico, relacionado com o desenvolvimento da criança, numa acção-piloto promovida pelo Rotary Club de Pombal. A actividade esteve a cargo de uma equipa de técnicos da Visualdente da Multiópticas, coordenada pelo médico-dentista Hélder Monteiro.

“Uma primeira leitura aos resultados desta acção permite concluir que as crianças examinadas estão abaixo dos parâmetros esperados e da média de outros exames similares, na ordem dos 30 por centro no que respeita à respiração oral (estudos elevam esta média para os 55 por cento). Curiosamente, a maior percentagem dos casos verificam-se nas crianças do 1º ano (sete), seguindo-se as do 2º ano (cinco), enquanto as mais velhas apresentam um menor número de casos (quatro no 3º e um no 4º ano)”, referiu o coordenador da acção, acrescentando, porém, que “só uma análise mais detalhada das fichas elaboradas por aluno vai permitir conclusões mais correctas e a tomada de medidas para corrigir e tratar os casos mais graves detectados”.

Hélder Monteiro esclareceu que, do conjunto dos alunos observados, foram avaliadas algumas disfunções orais que serão oportunamente analisadas com as respectivas famílias” adiantando que “os tratamentos funcionais terão início ainda no corrente ano lectivo”.

Elisabete João, presidente do Rotary Club de Pombal, que lançou e acompanhou o desenrolar do projecto de rastreio, manifestou-se satisfeita pela forma como o mesmo decorreu e grata pela colaboração recebida da parte dos técnicos, bem como da direcção, professores e assistentes do Agrupamento Escolar de Pombal e do Centro Escolar de Abiul.

“A acção desenvolvida não acaba aqui, com o rastreio”, afirmou a dirigente rotária, informando que “o Dr. Hélder Monteiro vai agora fazer uma análise de cada um dos exames e indicar a solução para cada caso”, para acrescentar: “promoveremos a seguir uma reunião com os pais, informando-os do caminho a seguir e, relativamente a casos que revelem sinais de possíveis doenças, as crianças serão encaminhadas para o Centro de Saúde, acompanhadas do relatório feito pelo coordenador do projecto a fim do seu médico de família proceder em conformidade, determinando os exames que achar por conveniente e respectivo tratamento”.

A presidente do Rotary Club de Pombal disse ainda que, “face ao balanço que vamos fazer desta primeira acção-piloto, ponderaremos a hipótese de vir a realizar outras iniciativas do género noutras escolas do concelho”. Elisabete João esclareceu que o clube rotário poderá comparticipar, no caso de famílias carenciadas, nas despesas com exames e próteses que venham a ser necessários.

 

Anúncios

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: