Rotários “constroem” escola para 300 crianças na Guiné

escola Rotary Pombal na GuineO movimento rotário de Pombal (Rotary, Interact, Rotaract e Casa da Amizade) apoiou a organização não governamental “Afectos com Letras” na construção de uma nova escola no Bairro de Quelelé, em Guiné-Bissau. A escola foi inaugurada recentemente com a presença doa presidente do Rotary Club de Pombal, Elisabete João.

O novo estabelecimento de ensino que vai servir 300 crianças do nível pré-escolar e básico, em dois turnos, ultrapassou o orçamento inicial de 15 mil euros – dez mil dos quais resultados de iniciativas levadas a cabo pela família rotária pombalense – e vai juntar-se a outros projectos promovidos por aquela organização não-governamental (ONG), sedeada em Pombal, que visa o desenvolvimento pela formação, saúde e educação. Entre estes contam-se uma biblioteca pública e duas outras escolas, onde a “Afectos com Letras” assegura o pagamento dos professores e do material didáctico, apoio alimentar e cuidados de saúde primários a todas as crianças que frequentam aquelas escolas.

Nos dias em que esteve em Bissau, Elisabete João visitou as diversas obras lançadas pela organização presidida pela, também pombalense, Joana Benzinho, e veio impressionada com o que viu. “Visitei não apenas a escola de Quelelé, que ajudámos a construir e que se encontrava já na fase de acabamento, como também as outras que a Joana e os seus voluntários já edificaram naquele país, e foi impressionante ver a alegria do seu povo, que nos recebeu com os seus cantares tradicionais e nos envolveu em ambiente de grande festa”, lembra a presidente do Rotary de Pombal, considerando “indiscritível” a “contagiante alegria e felicidade das crianças que nos envolveram e testemunharam a gratidão pela obra que ali tem vindo a ser construída pela associação liderada pela Joana Benzinho”.

Num país a viver com graves carências, a presidente rotária confessa que “só quem ali se desloca e contacta com as necessidades evidentes sentidas por tantas centenas de crianças, muitas das quais órfãs, pode aquilatar quão importante é a construção de escolas na Guiné”, acrescentando que “as crianças dos subúrbios de Bissau, estão ávidas de aprender e são um excelente alfobre onde pode e deve germinar a nossa língua.” “O interesse que senti da sua parte e dos jovens que exercem a função de ensinar é o melhor garante do sucesso do trabalho desenvolvido pela ‘Afectos com Letras’ e com o qual o Rotary de Pombal, em tão boa hora, veio colaborar”, realça.

Elisabete João, que considera ter vindo “mais enriquecida” de Bissau por tudo quanto viu, destaca a excelente trabalho feito pelos jovens voluntários que acompanham as iniciativas da Joana Benzinho, bem como a “inexcedível colaboração” prestada pelo empresário pombalense Manuel Neves que, em Bissau, “nos disponibilizou sua empresa, instalações e viaturas, para tudo quanto foi necessário durante a nossa presença naquele país”.

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: