Melhoria da cantina escolar permite 200 refeições diárias

20140907 inaug cantina escolar Guia - foto Anselmo CâmaraO presidente da Câmara de Pombal destacou, no sábado, o “casamento feliz” entre o município e a União das Freguesias da Guia, Ilha e Mata Mourisca, para que as autarquias “se entendam, trabalhem em conjunto e procurem cumprir bem a sua missão”. Diogo Mateus falava durante a inauguração das obras de requalificação da Cantina Escola Olímpia Tomé Feteira, na Guia.

Um edifício construído, há cerca de seis décadas, pelo então industrial Raúl Tomé Feteira com vista a servir de local de refeições para as crianças da Guia. Passados os anos, o imóvel mantém aquela funcionalidade de ali serem confeccionadas cerca de 200 refeições diárias, das quais 70 são servidas nas próprias instalações.

Para o efeito, a então Junta de Freguesia da Guia entregou ao município um projecto de requalificação do edifício que foi realizado traduzindo-se num investimento a rondar os 185 mil euros.

No sábado, Diogo Mateus enalteceu a “justíssima decisão” do seu antecessor, Narciso Mota, em avançar com aquela requalificação.

“Salvaguardamos a nossa memória, respeitamos aqueles que fizeram as doações generosas ao povo da Guia, adequamo-la aos tempos modernos, confirmamos a multifuncionalidade que estava estabelecida, dando-lhe capacidades para que de forma moderna continue a servir a população e continuamos a abrir este espaço às freguesias circundantes”, afirmou o autarca.

Isto, porque segundo o presidente da Câmara, o projecto “teve a preocupação de garantir não só as melhores condições para serem confeccionadas e servidas as refeições” mas também “garantir um espaço dedicado à formação que não fica apenas reservado às escolas”, numa continuação de “um trabalho que já era frequente”. Ou seja, a utilização do espaço por parte da autarquia, instituições e associações.

Antes, o autarca social-democrata recordou Raúl Tomé Feteira como um “mecenas que concebeu uma função que, passado praticamente 60 anos, se mantém válida e presta um serviço social com uma enorme importância para o conjunto dos alunos e toda a comunidade da Guia e áreas envolventes”.

“Hoje não temos só a responsabilidade de manter essa memória, e essa intenção, bem viva, como devemos procura-la ajustá-la àquilo que são as novas exigências”, frisou.

Mas se para Diogo Mateus a concretização daquelas obras de requalificação são representativas de um “casamento feliz” entre o município e a junta de freguesia, presidida por Manuel Serra, existem também outras. Daí que tenha aproveitado a ocasião para felicitar a autarquia local pela “articulação” que permitiu o início das obras de ampliação do centro de saúde da Guia, que permitirá, no futuro, a criação de uma Unidade de Saúde Familiar abrangendo mais de seis mil cidadãos.

O edil salienta, ainda, o projecto de requalificação da EN109 no troço que atravessa a vila da Guia, a construção do pólo escolar da Mata Mourisca, assim como “outros projectos que estamos a desenvolver em conjunto” para garantir que “estamos a cumprir aquele que foi o compromisso para com os cidadãos” mas também “a seleccionar bem aquilo que são as prioridades e a forma como devemos afectar os recursos que temos à nossa disposição”.

 

Sobre factualidades
Noticias sobre temas e factos da actualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: